Important notices

Atualizado em [TIMESTAMP]. As informações são atualizadas à medida que são recebidas.

 

Atualizações sobre o coronavírus (COVID-19)


  •  
    1. Em united.com, selecione “Minhas viagens” e insira suas informações
    2. Selecione “Alterar voo” e depois “Editar” para fazer as seguintes alterações:
      1. Data da viagem ou destino
      2. Adicionar um voo
      3. Remover um voo
    3. Selecione “Continuar” e escolha uma nova opção de voo
    4. Continue o processo de reserva para confirmar nosso novo voo

    Observação: A taxa de alteração será exibida como isenta, mas qualquer diferença na tarifa poderá aplicável.

    Obtenha mais instruções detalhadas para alterar ou cancelar voos

    No momento, nosso website está com excesso de tráfego. Se ocorrer algum erro enquanto você estiver tentando alterar ou cancelar seu voo, tente novamente mais tarde.

    1. Em united.com, selecione “Minhas viagens” e insira suas informações
    2. Selecione “Cancelar voo”
    3. Confirme o cancelamento do seu voo
    4. Se você possui um crédito de voo futuro, selecione “Usar crédito de voo futuro” quando voltar para a reserva para comprar voos novos e aplicar o crédito no voo

    Obtenha mais instruções detalhadas para alterar ou cancelar voos

    No momento, nosso website está com excesso de tráfego. Se ocorrer algum erro enquanto você estiver tentando alterar ou cancelar seu voo, tente novamente mais tarde.

Travel waivers e atualizações

Devido à rápida mudança de mandatos e restrições governamentais, as informações estão sujeitas a alterações a qualquer momento e sem aviso prévio. Veja as informações mais recentes

Atualmente não há renúncia de viagem em vigor.

 

Isenção de todas as taxas de alteração de voo para passagens emitidas até 02 de março de 2020

Aeroportos

  • Todas as cidades

Datas originais de viagens

1.º de junho a 31 de dezembro de 2020

Informações adicionais

Alterações de voos:

  • As alterações ou cancelamentos devem ser feitos até 31 de maio de 2020
  • As novas reservas devem começar dentro de 24 meses a partir da data de emissão da passagem original

A passagem original deve ser emitida até:

02 de março de 2020

Informações para agentes de viagens:

Os agentes de viagem podem fazer alterações voluntárias inserindo o código de isenção 7JC51 no campo OSI (agências com relatórios ARC) ou no campo do designador da passagem (agências com relatórios BSP).​

Isenção de todas as taxas de alteração de voo para passagens emitidas até 02 de março de 2020

Aeroportos

  • Todas as cidades

Datas originais de viagens

3 de março a 31 de maio de 2020

Informações adicionais

Alterações de voos:

  • As novas passagens devem ser emitidas dentro de 24 meses a partir da data da passagem original
  • As novas reservas devem começar dentro de 24 meses a partir da data de emissão da passagem original

A passagem original deve ser emitida até:

02 de março de 2020

Informações para agentes de viagens:

Os agentes de viagem podem fazer alterações voluntárias inserindo o código de isenção 7JC4S no campo OSI (agências com relatórios ARC) ou no campo do designador da passagem (agências com relatórios BSP).​

Global

 

Ásia

 

Austrália e Pacífico

 

Caribe

 

Europa

 

México e América Central

 

Oriente Médio

 

América do Norte

 

América do Sul

 
Waiver:

Isenção das taxas de alteração para novas reservas

Sabemos que as pessoas estão reconsiderando seus planos de viagem no momento e queremos que você tenha flexibilidade ao planejar sua próxima viagem. É por isso que, quando reservar um voo conosco até 31 de maio de 2020, você poderá alterá-lo gratuitamente durante os próximos 12 meses. Consulte os termos e condições

Estamos estendendo os certificados eletrônicos

Para lhe oferecer mais flexibilidade ao viajar, os certificados eletrônicos serão válidos a partir de agora por 24 meses, a contar da data de emissão. Isto inclui todos os certificados eletrônicos atualmente válidos e todos os novos certificados emitidos em 01 de abril de 2020 ou depois desta data.

A alteração desta política aparecerá automaticamente, mas pode não ser apresentada em todos os lugares imediatamente. Agradecemos sua paciência enquanto trabalhamos para que isso aconteça.

Isenção de taxas de novo depósito para voos-prêmio

Se você planeja cancelar sua viagem-prêmio, nós estamos renunciando a todas as taxas de novo depósito para voos-prêmio com datas de viagem até 31 de maio de 2020. Nós estamos renunciando as taxas de novo depósito para voos-prêmio até 31 de dezembro de 2020 que sejam remarcados ou cancelados pelo menos 30 dias antes da data de embarque. Saiba mais sobre como remarcar ou cancelar seu voo-prêmio.

Por favor, viaje com uma proteção facial

A partir de 4 de maio, será exigido que todos os passageiros da United usem uma proteção facial a bordo. Os representantes da United terão máscaras disponíveis para quem precisar de uma. Alguns passageiros, como crianças pequenas e aqueles que estão clinicamente incapacitados de usar proteção facial, estão dispensados de seu uso a bordo. Saiba mais no United Hub e no website do CDC

Para mais informações sobre o que fazer caso sua viagem seja afetada por uma política de isenção, acesse a página Cancelamentos e atrasos de voo.

Japão: Restrições de viagem

Os passageiros que estiveram na Albânia, Andorra, Antígua e Barbuda, Áustria, Armênia, Austrália, Azerbaijão, Bahamas, Bahrein, Barbados, Belarus, Bélgica, Bolívia, Bósnia e Herzegovina, Brasil, Brunei Darussalam, Bulgária, Canadá, Cabo Verde Chile, China (Rep. Popular), Colômbia, Congo (Rep. Dem.), Costa do Marfim, Croácia, Chipre, Dinamarca, Djibouti, Dominica, República Dominicana, Equador, Egito, Guiné Equatorial, Estônia, Finlândia, França, Alemanha, Gabão, Grécia, Guiné-Bissau, Honduras, Hong Kong, Hungria, Islândia, Indonésia, Irã, Irlanda (Rep.), Israel, Itália, Cazaquistão, Coreia (República), Kosovo (Rep.), Kuwait, Letônia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Macau, Malásia, Maldivas, Malta Maurício, México, Moldávia (República), Mônaco, Montenegro, Países Baixos, Nova Zelândia, Macedônia do Norte, Noruega, Omã, Panamá, Peru, Filipinas, Polônia, Portugal, Catar, Romênia, Rússia, São Cristóvão e Nevis, San Marino, São Tomé e Príncipe, Arábia Saudita, Cingapura, Eslováquia, Eslovênia, Sérvia, Espanha, Suécia, Suíça, Taipei, Tailândia, Turquia, Ucrânia, Emirados Árabes Unidos (EUA), Reino Unido, Uruguai, EUA, Cidade do Vaticano ou Vietnã nos últimos 14 dias não têm permissão para entrar. A medida não se aplica a:

  • cidadãos japoneses
  • cônjuges ou filhos de cidadãos japoneses, mediante comprovação
  • residentes do Japão com status de “residente permanente” ou “residente de longo prazo” que tenham saído do Japão com autorização de retorno até 2 de abril de 2020
  • passageiros com uma Autorização especial de residência permanente. Entretanto, esses passageiros devem ter uma Autorização de retorno emitida por um agente de imigração.
  • Militares americanos

O Japão também suspendeu ou invalidou vários vistos. Certifique-se de verificar a validade do seu visto.

Austrália: Restrições de viagem

Os viajantes não estão autorizados a transitar nem a entrar na Austrália, exceto os listados abaixo:

  • Cidadãos australianos e seus familiares imediatos
  • Residentes permanentes da Austrália e seus familiares imediatos
  • Cidadãos neozelandeses residentes na Austrália
  • Tripulações de companhias aéreas
  • Diplomatas credenciados na Austrália que atualmente residam na Austrália e seus familiares imediatos
  • Cidadãos de Fiji, Kiribati, Ilhas Marshall, Micronésia (Estados Federados), Nauru, Nova Zelândia, Niue, Palau, Papua-Nova Guiné, Samoa (Americana), Ilhas Salomão, Tonga, Tuvalu e Vanuatu que tiverem passagem confirmada de um voo para outro país em até 72 horas podem realizar o trânsito sem um visto. Eles deverão permanecer na área de trânsito internacional do aeroporto e ter os documentos exigidos pelo próximo destino.
  • Passageiros residentes nas Ilhas Cook, Polinésia Francesa ou Nova Caledônia com passagem confirmada de um voo para outro país em até 72 horas podem realizar o trânsito sem um visto. Eles deverão permanecer na área de trânsito internacional do aeroporto e ter os documentos exigidos pelo próximo destino.

Todos os viajantes devem se autoisolar por 14 dias a partir da data de chegada à Austrália. Se a duração da estadia for inferior a 14 dias, os viajantes deverão se autoisolar durante toda a estadia.

Guam: Restrições de viagem

A partir de 31 de março de 2020, o governo de Guam exige que os passageiros sejam submetidos a uma quarentena de 14 dias em uma instalação designada pelo governo após a chegada. Os passageiros com conexões envolvendo pernoite também precisarão ficar na instalação até o horário de seus voos. Todos os passageiros são responsáveis pelos custos com alimentação e hospedagem durante o período em quarentena. Os passageiros com conexões no mesmo dia ou que possuam um documento médico reconhecido e certificado que comprove que a pessoa não está infectada com COVID-19 nas últimas 72 horas são uma exceção a essa regra.

Ilhas Marshall: Restrições de viagem

Os viajantes não poderão entrar nas Ilhas Marshall até o dia 5 de junho de 2020.

Micronésia: Restrições de viagem

Até novo aviso, passageiros não poderão desembarcar em nenhum dos quatro estados que formam os Estados Federados da Micronésia, incluindo Yap, Chuuk, Pohnpei e Kosrae.

Palau: Restrições de viagem

Palau estendeu a restrição sobre o serviço comercial de transporte aéreo de passageiros até 31 de maio.

Saipan: Restrições de viagem

Os viajantes com destino a Saipan e origem de um país com surto de COVID-19 identificado, incluindo Guam, Havaí e E.U.A. continental, deverão ficar em quarentena por 14 dias consecutivos em um hotel. Isso se aplica a residentes e não residentes. Os viajantes que precisarem deixar a ilha antes do período de 14 dias poderão voltar a Guam.

Os viajantes com destino às Ilhas Marianas do Norte, cujo destino final é a Ilha de Tinian ou a Ilha de Rota, devem exercer a quarentena de 14 dias na Ilha de Saipan antes de viajar para Tinian ou Rota.

Todos os viajantes devem preencher um formulário de saúde antes desembarcar em Saipan.

Taiti: Restrições de viagem à Polinésia Francesa

Os viajantes não poderão entrar na Polinésia Francesa (PPT), com exceção dos residentes da Polinésia Francesa. Os passageiros devem portar um Certificado de Viagem Internacional para entrar e passar pela Polinésia Francesa. O certificado deve ser obtido antes da partida nos diferentes escritórios consulares da França espalhados pelo mundo ou on-line em https://www.interieur.gouv.fr

Costa Rica: Restrições de viagem

Os passageiros não poderão entrar na Costa Rica até 15 de junho, com exceção aos listados abaixo:

  • Cidadãos e residentes da Costa Rica
  • Passageiros que saíram da Costa Rica antes de 26 de março de 2020 ou depois de 30 de abril de 2020 que tenham residência permanente, temporária ou de categoria especial (Categoría Especial) ou não residentes de subcategoria estadia (No Residente subcategoria Estancia)

Todos os passageiros que entram no país devem preencher um formulário de saúde antes da chegada. Você pode preencher o formulário obrigatório on-line e enviá-lo antes da viagem. Disponível em inglês ou espanhol.

Todos os passageiros devem também se autoisolar por 14 dias após a chegada.

Alemanha: Restrições de viagem

Segundo ordens do Ministério do Interior da Alemanha, a entrada de viajantes no país está proibida, exceto para:

  • Cidadãos alemães
  • Pessoas com residência permanente na Alemanha obtida antes do coronavírus (COVID-19) ou com visto tipo “D” emitido pela Alemanha
  • Marido, esposa, filho e parceiro(a) registrado(a) de cidadãos ou residentes da Alemanha
  • Passageiros que possam comprovar que sua viagem se deve à realização de uma atividade comercial, por exemplo, pessoas que se deslocam para trabalhar, diplomatas, enfermeiros, funcionários da indústria alimentícia, especialistas
  • Passageiros em trânsito com destino a seu país de origem, se não houver outra opção de viagem. O motivo da viagem e os requisitos de entrada dos países de destino e trânsito devem ser comprovados.
  • Equipe militar dos E.U.A. destacada na Alemanha e seus familiares
  • Marinheiros comerciantes que vão se apresentar a bordo ou vão deixar a Alemanha com o objetivo de repatriação

Os passageiros autorizados a entrar na Alemanha devem seguir diretamente para suas casas ou hospedagem e ficar em isolamento por 14 dias. Isso não se aplica aos marinheiros comerciantes sem os sintomas do coronavírus (COVID-19).

Países Baixos: Restrições de viagem

Passageiros não têm permissão para entrar nos Países Baixos com exceção de:

  • Cidadãos de estados membros do Espaço Econômico Europeu e da Suíça ou suas famílias
  • Cidadãos britânicos ou suas famílias
  • Passageiros com residência permanente em estados membros do Espaço Econômico Europeu, Suíça e Reino Unido
  • Passageiros com um visto de longa permanência, incluindo pessoas com permissão de residência temporária (Machtiging Voor Voorlopig Verblijf – MVV)
  • Passageiros em trânsito
  • Passageiros que sejam profissionais da saúde, trabalhadores fronteiriços, de transporte de mercadorias (incluindo tripulação), diplomatas, integrantes de organizações internacionais e humanitárias, militares
  • Passageiros em viagem por motivos de emergência familiar
  • Passageiros com necessidades de proteção internacional ou por outros motivos humanitários

Os passageiros que estiverem embarcando em países com alto risco de COVID-19 devem apresentar à United um “Formulário de declaração de saúde” devidamente preenchido antes de embarcar em qualquer aeronave com destino aos Países Baixos. O governo dos Países Baixos também exige a leitura dos seguintes documentos antes de viajar:

Todos os passageiros devem se autoisolar por 14 dias após a chegada aos Países Baixos.

Reino Unido: atualização sobre viagens

O governo do Reino Unido exige que os passageiros leiam suas orientações de saúde antes de embarcar.

Israel: Restrições de viagem

Em resposta ao surto do Coronavírus, o Governo Israelense está apenas permitindo a entrada de cidadãos e residentes de Israel no país, a menos que você tenha a aprovação específica da Autoridade de População e Imigração. Todos os passageiros deverão ficar em isolamento durante 14 dias após a chegada. Se o passageiro não ficará em Israel por mais de 14 dias, a quarentena deverá durar o tempo de sua permanência.

Alasca: Restrições de viagem

A partir de 25 de março de 2020, todos os viajantes que chegarem ao Alasca deverão se colocar em autoquarentena por 14 dias após a chegada.

Canadá: Restrições de viagem

Os passageiros não poderão entrar no Canadá, exceto:

  • Cidadão canadenses e seus familiares imediatos
  • Residentes permanentes do Canadá e seus familiares imediatos
  • Passageiros provenientes dos E.U.A. que estiverem viajando por motivo não discricionário ou não opcional
  • Diplomatas
  • Trabalhadores sazonais do setor agrícola, trabalhadores do setor de peixes e frutos do mar, profissionais da saúde e todos os outros trabalhadores temporários estrangeiros
  • Estudantes estrangeiros portadores de uma permissão de estudo válida ou aprovados para receber uma permissão de estudo quando as restrições de viagem entraram em vigor, em 18 de março de 2020.
  • Candidatos a residência permanente aprovados para residência permanente antes do anúncio das restrições de viagem, em 18 de março de 2020, mas que ainda não viajaram para o Canadá.
  • Pessoa registrada como Nativo sob a Indian Act
  • Pessoa autorizada por escrito por um funcionário consular do governo do Canadá a entrar no Canadá para se reunir com familiares imediatos
  • Pessoas isentas dos requisitos de obtenção de visto de residente temporário nos termos do parágrafo 190 (2)(a) dos Regulamentos de Proteção à Imigração e Refugiados (Immigration and Refugee Protection Regulations) e seus familiares imediatos
  • Pessoas que receberam convite do Ministro da Saúde para entrar no Canadá com o objetivo de auxiliar na resposta ao COVID-19
  • Pessoas que chegam por meio de aeronaves operadas pela Força Área Canadense ou pelo Departamento de Defesa Nacional
  • Membro das Forças Canadenses ou de uma força visitante, conforme definido na seção 2 da Lei das Forças Visitantes (Visiting Forces Act), e seus familiares imediatos
  • Pessoas protegidas, de acordo com a seção 95 (2) da Lei de Proteção à Imigração e Refugiados (Immigration and Refugee Protection Act)
  • Cidadãos franceses que residem em Saint-Pierre e Miquelon
  • Pessoas ou classes de pessoas que não representam um risco de dano significativo à saúde pública ou que prestarão serviços essenciais enquanto estiverem no Canadá, segundo a determinação do Diretor de Saúde Pública, sob a subseção 6 (1) da Lei da Agência de Saúde Pública do Canadá (Public Health Agency of Canada Act)
  • Pessoas cuja presença for determinada pelo Ministro das Relações Exteriores, o Ministro da Cidadania e Imigração ou o Ministro da Segurança Pública e da Preparação para Emergências como sendo de interesse nacional.

Os viajantes cujo embarque tenha sido recusado nos últimos 14 dias devido a um motivo médico relacionado ao coronavírus (COVID-19) não poderão entrar, e os viajantes com sintomas do coronavírus (COVID-19) não poderão viajar para o Canadá sem antes aguardar um período de 14 dias ou apresentar um atestado médico confirmando que o paciente está livre do coronavírus (COVID-19).

Todos os viajantes devem se autoisolar por um período de 14 dias após chegada ao destino final no Canadá. Todos os viajantes que estavam no navio de cruzeiro “Diamond Princess” estão sujeitos a um isolamento obrigatório de 14 dias em uma das instalações de quarentena após a chegada ao Canadá.

Todos os passageiros precisam também usar proteção facial, como máscaras de tecido, echarpes ou artigos semelhantes em determinados pontos da viagem aérea, incluindo check-in, embarque e a bordo da aeronave quando solicitado pela tripulação. A Autoridade de Segurança no Transporte Aéreo do Canadá (CATSA) fornecerá máscaras no ponto de verificação de segurança aos passageiros que não tiverem proteção facial. Os passageiros deverão abaixar suas máscaras ao fazer check-in para facilitar a verificação de identidade, conforme exigido pelas regulamentações do país.

Havaí: Autoquarentena para passageiros que desembarcam no Havaí

O governador do Havaí expediu uma ordem de autoquarentena obrigatória de 14 dias para todos os passageiros desembarcando ou retornando para o Havaí. Todos os passageiros, incluindo residentes e visitantes, devem ficar em isolamento durante 14 dias após sua chegada ao Havaí. Se sua estadia durar menos de 14 dias, você deverá ficar em isolamento em uma residência, quarto de hotel ou acomodação alugada por toda a duração da estadia.

Você não poderá usar instalações comuns ou frequentar lugares públicos, como praias, piscinas, academias, shoppings, restaurantes, bares ou atrações locais. Você só poderá deixar seu local de isolamento em caso de emergência médica ou para obter atendimento médico, e não poderá receber visitas.

Os passageiros devem preencher um formulário do Departamento de Agricultura do Havaí que será distribuído a bordo do voo, o qual também incluirá os requisitos para a quarentena de 14 dias, assim como as penalidades. Você deve apresentar um documento expedido pelo governo no desembarque juntamente com seu formulário. Mais informações estão disponíveis na página sobre viagens seguras do governo do Havaí.

México: Restrições de viagem

Serão realizados exames de saúde para todos os voos, internacionais e domésticos, para partidas e chegadas. Haverá duas séries de triagem:

  • Triagem 1: Realizada por profissionais de saúde. Se o passageiro ou tripulante for considerado sob risco para o COVID-19, será enviado para a triagem secundária.
  • Triagem 2: Essa triagem é feita pela “Sanidad International” (médico certificado internacionalmente). Se o passageiro ou tripulante não passar na triagem ou for considerado sob risco para o COVID-19, o paciente será levado a uma instalação médica.

Brasil: Restrições de viagem

A partir de 28 de março de 2020, a entrada de viajantes no Brasil está proibida até 27 de maio de 2020, exceto para cidadãos brasileiros e seus familiares imediatos (cônjuges de cidadãos brasileiros devem apresentar certidão de casamento brasileira), viajantes que residirem no Brasil e tiverem Registro Nacional Migratório (RNM) válido, profissionais estrangeiros em missão a serviço de um organismo internacional, se devidamente identificados, funcionários estrangeiros credenciados no governo brasileiro e viajantes com autorização emitida pelo governo brasileiro, aterrissagens técnicas para reabastecimento durante as quais os passageiros de nacionalidades restritas não desembarquem e passageiros em trânsito internacional que não saiam da área de trânsito internacional do aeroporto e cujos países de destino admitam sua entrada.

Equador: informações sobre o voo de repatriação

Devido às restrições de viagem implementadas pelo governo do Equador, os passageiros com destino a Quito devem ser cidadãos/residentes do Equador ou diplomatas credenciados, além de possuir um certificado de viagem aérea válido emitido pelo Consulado do Equador. O certificado de viagem aérea confirma que o passageiro pode entrar no Equador. Os passageiros devem entrar em contato com um Consulado do Equador para obter o certificado antes de viajarem para o país.

  •  

    Dependendo do destino da sua viagem internacional, pode haver avisos específicos em vigor. Visite o website International Travel para obter mais informações.

    Cuba: Alterações na política de viagens

    Desde 16 de junho de 2017, não são mais permitidas viagens individuais a Cuba para clientes sujeitos às jurisdições dos E.U.A. Todos os clientes viajando de ou para Cuba pela United devem confirmar sua qualificação de acordo com uma das categorias autorizadas. Acesse a página do Departamento do Tesouro dos E.U.A. sobre viagens para Cuba para obter mais informações sobre as categorias autorizadas de viagem a Cuba para cidadãos dos E.U.A.

    Medidas adicionais de segurança para voos internacionais para os E.U.A.

    Além dos procedimentos de segurança convencionais, o Departamento de Segurança Interna (Department of Homeland Security, DHS) dos E.U.A. exige medidas adicionais para todos os voos internacionais que se destinem aos E.U.A., o que pode envolver a triagem adicional de artigos de uso cotidiano, como equipamentos eletrônicos grandes, substâncias em pó, alimentos, livros e revistas. A TSA disponibiliza uma lista completa dos itens que não são permitidos em seu website.

    Equipamentos eletrônicos grandes: Os passageiros com dispositivos maiores que um smartphone comum devem estar preparados para remover esses equipamentos de suas bolsas, caixas de proteção ou embalagens externas para inspeção. Caso você possua alguma caixa que necessite de uma chave de fenda ou outra ferramenta especial para ser aberta, recomendamos abri-la antes de chegar ao aeroporto.

    Substâncias em pó: Recomendamos a todos os clientes que acomodem qualquer substância em pó em sua bagagem despachada. Alguns passageiros com substâncias em pó em quantidade superior à que caberia em uma lata de refrigerante convencional (350 ml ou 12 oz) na bagagem de mão ou em um item pessoal podem estar sujeitos a medidas de segurança adicionais implementadas pelo DHS.

    Segundo essas medidas de segurança adicionais, não serão permitidas na cabine da aeronave substâncias em pó que superem a quantidade determinada. São exemplos de produtos em pó: café moído, chá, farinha, açúcar e temperos. Há algumas exceções, incluindo alimentos à base de leite para bebês, pós clinicamente necessários e restos mortais de seres humanos.

    Observe que alguns governos estrangeiros que fazem essa verificação no ponto de inspeção central podem ter medidas mais estritas, incluindo o confisco e o descarte de substâncias à base de pó que estiverem acima da quantidade permitida.

    Horário de chegada: A Administração de Segurança do Transporte (Transportation Security Administration, TSA) dos E.U.A. recomenda chegar ao aeroporto pelo menos três horas antes da partida de seu voo internacional, de modo que haja tempo suficiente para as medidas de segurança adicionais.  Antes, lembre-se de consultar os horários de check-in do aeroporto

    Para obter mais informações, acesse o website do DHS. Se tiver dúvidas, você também pode entrar em contato com @AskTSA no Twitter ou Facebook Messenger ou acessar o site do atendimento ao cliente da TSA.

    Viagens em voos com liberação prévia da Alfândega e Proteção de Fronteiras dos E.U.A.

    Se estiver viajando de um dos aeroportos internacionais listados abaixo para os E.U.A., recomendamos que você chegue ao aeroporto três horas antes do horário de partida programado do seu voo. Os voos com origem nesses aeroportos têm liberação prévia da Alfândega e Proteção de Fronteiras (CBP) dos E.U.A., portanto, reserve um tempo adicional para os processos adicionais de segurança de fronteira antes de embarcar. Ao chegar aos E.U.A., você desembarcará em um terminal doméstico.

    Operamos voos com liberação prévia da CBP dos E.U.A. antes do embarque nos seguintes aeroportos internacionais: Aruba (AUA), Bermuda (BDA), Dublin (DUB), Freeport (FPO), Nassau (NAS), Shannon (SNN), Edmonton (YEG), Halifax (YHZ), Ottawa (YOW), Montreal (YUL), Vancouver (YVR), Winnipeg (YWG), Calgary (YYC) e Toronto Pearson (YYZ).

    Aprovações de ESTA

    Após algumas mudanças recentes, as solicitações e aprovações do Sistema eletrônico para autorização de viagem (Electronic System for Travel Authorization, ESTA) não são mais processadas instantaneamente. Se não tem um passaporte dos E.U.A. e precisa de um ESTA, recomendamos que você o solicite ao fazer sua reserva ou no máximo 72 horas antes da viagem.

  •  

    Documentos de identificação dos E.U.A.

    Devido ao coronavírus, se a sua carteira de habilitação ou documento de identificação expedido pelo governo expirou em 1.º de março de 2020 ou depois, e você não consegue renová-lo na agência de licenciamento de carteira de habilitação de seu estado, você ainda pode usá-lo como um documento de identificação aceitável no ponto de fiscalização. A TSA aceitará carteiras de habilitação expiradas ou documentos de identificação expedidos pelo governo vencidos há um ano ou 60 dias após a duração da emergência, o prazo que for maior.

    Aplicação da REAL ID

    A partir de 1.º de outubro de 2021, para voar dentro dos Estados Unidos, todos os passageiros deverão apresentar uma carteira de habilitação compatível com a REAL ID, carteira de habilitação estadual aprimorada ou outro documento de identificação aceito, como um passaporte ou identidade militar dos E.U.A. válida. Consulte a lista completa de documentos de identificação aceitos.

    Os passageiros que não apresentarem um documento de identificação aceitável não poderão passar pela segurança do aeroporto.

    Saiba mais sobre a fiscalização da REAL ID e perguntas frequentes sobre o programa.

    Horários do ponto de fiscalização de segurança de Cincinnati

    O ponto de fiscalização de segurança no Aeroporto de Cincinnati está aberto das 3h30 até as 21h diariamente. Planeje chegar ao aeroporto antes das 21h, mesmo que seu voo esteja atrasado, para ter certeza de que tem tempo suficiente para passar pelo ponto de fiscalização de segurança antes que ele feche. Ele não ficará aberto até mais tarde para acomodar partidas atrasadas e você não poderá embarcar em seu voo.

    Obras em Denver

    Se estiver embarcando em Denver, recomendamos que você chegue ao aeroporto duas horas antes do horário programado de partida do seu voo devido às obras no Great Hall do terminal principal. As obras podem aumentar o tempo necessário para o check-in, bloquear caminhos e limitar as opções de refeição e compras. Haverá placas de sinalização para ajudar a direcionar o tráfego de pessoas no terminal, bem como funcionários disponíveis para ajudar e tirar dúvidas. Para obter mais informações, acesse o website do Aeroporto Internacional de Denver.

    Despacho de bagagem em Denver

    O Aeroporto Internacional de Denver (DEN) oferece serviços gratuitos de despacho de bagagem e check-in nos estacionamentos de ônibus do Transit Center e na 75th Avenue, para que você possa se deslocar sem bagagens entre a chegada ao aeroporto e o embarque no voo.

    • Este serviço está disponível para voos da United dentro dos E.U.A. Voos internacionais não são qualificados para o serviço de despacho de bagagem.
    • Entregue sua bagagem no mínimo 90 minutos antes de seu voo.
    • Despache sua bagagem e retire seu cartão de embarque para evitar filas.
    • Esse serviço é gratuito. As taxas do nosso serviço de bagagem se aplicam e podem ser pagas em todos os pontos de despacho de bagagem.
    • Passageiros com crianças de colo devem ir até o balcão de passagens para obter o cartão de embarque da criança.

    Despacho de bagagem no Transit Center: despache sua bagagem no Transit Center e receba seu cartão de embarque antes de ir para o terminal e passar pela segurança.

    • Local: Transit Center, 1.º andar (abaixo do The Westin)
    • Horas: das 6h às 18h (para voos com partida até a meia-noite)

    Despacho de bagagem de carro na 75th Avenue: entre com seu carro e despache sua bagagem antes de estacionar. Um funcionário vai retirar as malas do seu carro, fazer seu check-in no voo e entregar seu cartão de embarque. Depois disso, você pode estacionar ou ir para o terminal sem precisar carregar sua bagagem. Quando chegar ao terminal, vá diretamente para o controle de segurança.

    • Local: 75th Avenue, perto do estacionamento Pikes Peak
    • Como chegar: Saia da Peña Blvd. na 75th Avenue, vá até a interseção com a Gun Club e siga as placas até a área de despacho de bagagem (Bag Check)
    • Horas: sábados a quintas-feiras, das 4h às 16h; sextas-feiras, das 4h às 19h

    Tempo de processamento no aeroporto de Haneda

    Devido às obras de expansão no Aeroporto de Haneda (HND), recomendamos que os passageiros façam check-in on-line ou usando o aplicativo da United e reservem um tempo adicional para despachar malas e passar pela segurança no aeroporto.

    Obras e fechamentos no Houston Intercontinental

    Em 6 de janeiro, iniciaremos as obras da próxima fase do novo sistema de manuseio de bagagem no Aeroporto Intercontinental George Bush de Houston (IAH). O trânsito para chegar ao aeroporto deverá ser maior do que o normal. Por isso, recomendamos que os passageiros reservem um tempo maior para o trajeto.

    O Terminal E também está temporariamente fechado, por isso, os clientes devem ir ao Terminal C para fazer check-in e passar pela segurança.

    Tempos de processamento no aeroporto de Kansas City

    Recomendamos a nossos clientes com voos partindo de Kansas City (MCI) que reservem mais tempo para as operações de check-in e controle de segurança, especialmente durante a manhã. Os balcões de check-in no aeroporto abrem às 3h30 e os pontos de controle de segurança da TSA abrem às 3h45.

    Tempo de processamento no aeroporto de Lafayette, Louisiana

    Recomendamos aos nossos clientes com voos partindo de Lafayette (LFT) que reservem mais tempo para as operações de check-in e controle de segurança. Os balcões de check-in no aeroporto abrem às 3h30 e os pontos de controle de segurança da TSA abrem às 3h.

    Informações sobre trânsito e serviços de táxi/veículo de aplicativo em Los Angeles

    Obras perto do Aeroporto de Los Angeles (LAX) estão provocando trânsito pesado na região do aeroporto. Recomendamos reservar um tempo maior e chegar ao aeroporto pelo menos duas horas antes de seu voo.

    Os táxis e veículos de aplicativos que saem do aeroporto foram transferidos para o LAX-it, uma nova área que os passageiros podem acessar de ônibus ou com uma curta caminhada saindo da zona de retirada de bagagem. Saiba mais em flylax.com/lax-it

    Acesso ao terminal do aeroporto de Newark

    A partir de 2 de maio, só será possível acessar e sair do Terminal C de Newark a partir da Porta 1 nos níveis médio e inferior (partidas e chegadas). As outras portas nesses níveis, assim como as portas do nível superior (Nível 3) do Terminal C, serão fechadas até segunda ordem.

    Mudança de terminal em Phoenix

    As partidas e chegadas de todos os nossos voos passaram a ser feitas no Terminal 3 do Aeroporto Internacional Sky Harbor de Phoenix (PHX).

    Verificações adicionais de segurança em San Juan

    A TSA implementou medidas adicionais de segurança no Aeroporto Internacional Luis Muñoz Marín (SJU) que exigem que todos os alimentos úmidos ou congelados sejam removidos da bagagem de mão e verificados. É permitido transportar alimentos na bagagem de mão, entretanto, sugerimos que os passageiros com partida em San Juan reservem um tempo adicional para a verificação de segurança ou que despachem as malas contendo alimentos úmidos ou congelados para acelerar o processo de verificação. Esta política se aplica às filas de verificação de segurança padrão, mas não afeta as filas do TSA Pre✓®.

    Vail, Colorado, obras

    Uma obra está sendo realizada no Aeroporto Regional de Eagle County (EGE), resultando em uma caminhada mais longa entre a verificação de segurança da TSA e os portões. Recomendamos reservar um tempo maior para percorrer a distância e exigimos que os clientes façam o check-in 45 minutos antes da partida ao viajar com bagagem despachada.

    Obras em Washington Dulles

    Há obras em andamento em Washington Dulles (IAD), perto dos balcões de passagens. Isso pode aumentar o tempo necessário para o check-in e o despacho de bagagem, portanto, recomendamos que você chegue ao aeroporto mais cedo.

    Obras no Washington National

    Obras no Aeroporto Washington National (DCA) devem gerar trânsito nas vias de acesso, com o trabalho fechando pistas em frente ao Terminal B. Reserve mais tempo para chegar e sair do aeroporto. Para levar ou buscar alguém, sugerimos o uso das garagens do terminal, que ficam fora da área em obras. Acesse flyreagan.com/ProjectJourney para obter mais informações.

    Williston, Dakota do Norte, alteração de aeroporto

    Os voos de todas as companhias aéreas passaram a embarcar no Aeroporto Internacional de Williston Basin (XWA). Se tiver um voo com embarque em Williston, lembre-se de ir para o novo aeroporto, e não para o Aeroporto Internacional de Sloulin Field (ISN). O novo aeroporto fica cerca de 25 km (15 milhas) a noroeste do antigo. Mais informações disponíveis no website do aeroporto.

  •  

    O surto do coronavírus segue tendo impacto significativo sobre a demanda por viagens. Por isso, suspendemos temporariamente as operações na maioria das salas United Club℠ e lounges United Polaris® de nossa rede. Para obter mais informações, acesse nossa página sobre salas United Club e lounges. Os horários e unidades disponíveis estão sujeitos a alterações.

    Novidades sobre o United Club de Nova York/Newark

    Temos o prazer de anunciar que iniciamos a construção de uma nova sala United Club no Aeroporto Internacional de Newark-Liberty (EWR), nosso hub na região de Nova York. Por isso, fechamos o United Club temporário do Terminal C, localizado próximo ao portão C124. Durante as obras, você pode visitar nossas salas United Club do Terminal C – perto dos portões C74 e C93 – ou a sala do Terminal A, no saguão A2.

    Pode não ser possível aceitarmos ou vendermos passes de uso único do United Club nas salas do Terminal C durante os horários de pico de voos da tarde e noturnos, quando as salas estiverem cheias ou perto de sua lotação máxima. Continuaremos aceitando passes de uso único na sala United Club do Terminal A, dependendo da disponibilidade de espaço, e em toda a rede United Club.

    Fechamento do United Club de Phoenix

    Devido à nossa mudança para o novo Terminal 3 do Aeroporto de Phoenix, a sala United Club do Terminal 2 encerrou suas atividades. Haverá um novo espaço no Terminal 3, com inauguração ainda este ano.

    Manutenção do elevador em Portland, Oregon

    Estamos modernizando o elevador da sala United Club no Aeroporto Internacional de Portland (PDX). Por isso, o equipamento não está operando atualmente.

  •  

    Passagens: Para passagens emitidas entre 3 e 31 de março de 2020, os clientes poderão fazer alterações gratuitas em voos de valor equivalente ou inferior até 24 meses após a data de emissão da passagem original. Para passagens emitidas entre 1.º de abril e 31 de maio de 2020, os clientes poderão fazer alterações gratuitas em voos de valor equivalente ou inferior até 12 meses após a data de emissão da passagem original.

    Se o novo voo for mais caro, o cliente poderá alterar sem pagar taxa, mas terá de pagar a diferença de tarifa. Se o novo voo for mais barato, o cliente poderá alterar gratuitamente, mas nenhum valor residual será devolvido.

    Cancelamentos: Se o cliente decidir cancelar o voo reservado antes de 31 de março de 2020, poderá manter o valor da passagem para ser aplicada a uma nova passagem sem pagar taxa para viajar até 24 meses após a data de emissão da passagem original. Se o cliente decidir cancelar o voo reservado entre 1.º de abril e 31 de maio de 2020, poderá manter o valor da passagem e aplicá-lo a uma nova passagem sem pagar taxa para viajar até 12 meses após a data de emissão da passagem original.

    Validade da tarifa: Isso se aplica a todas as passagens, tipos de tarifa, destinos, pontos de vendas e datas de viagem disponíveis para venda, desde que o número da passagem comece com 016.

    Estadia mínima: Sem estadia mínima.

    Datas de embargo: Sem datas de embargo.

    Diversos: Taxas, impostos, regulamentações e ofertas estão sujeitos a alterações sem aviso prévio. Os assentos estão sujeitos ao controle de capacidade e podem não estar disponíveis para todos os voos ou dias.  As tarifas não são reembolsáveis, exceto durante as primeiras 24 horas após a compra. Outras restrições podem ser aplicáveis.

 

  

Cuba: Restrições de viagem

A partir de 2 de abril de 2020, os voos para Cuba estão suspensos. Isso não se aplica a voos de ajuda humanitária.